Calculo FGTS – Como calcular o FGTS?



Como calcular o FGTS? – O fundo de garantia do Tempo de Serviço do trabalhador (FGTS) é uma contribuição obrigatória descontada mensalmente do salário do trabalhador. A contribuição é calculada de acordo com o valor do salário bruto do empregado, o que pode confundir tanto patrões quanto trabalhadores em algumas ocasiões.

O FGTS é um desconto obrigatório por todo o trabalhador que trabalha com registro em carteira, esse desconto é de 8%, descontado do valor do salário pago ao funcionário, e é depositado na conta do fundo de garantia do trabalhador até o 7 dia útil de cada mês.

Cálculo FGTS - Como calcular o FGTS

Cálculo FGTS – Como calcular o FGTS

Você pode consultar e acompanhar todas as movimentações do seu fundo de garantia pelo próprio site web da Caixa Econômica Federal.

Como calcular o FGTS:

O cálculo do Fundo de garantia é feito para saber quanto o empregador precisa depositar mensalmente na conta do FGTS do trabalhador. Para saber o valor do fundo de garantia, é necessário, antes de tudo, saber o salário bruto, ou salário de contribuição do trabalhador. Trata-se do salário do trabalhador sem os descontos (INSS, IRRF, Vale transporte, etc).

Outro dado importante é saber quantos meses o trabalhador já tem de carteira assinada nesse emprego, para saber quanto dinheiro você terá na conta do fundo de garantia.

<calculadora>

Cálculo FGTS – Exemplo de cálculo

Para entender como funciona o cálculo do FGTS corretamente, preste atenção no exemplo a seguir.

Ser um trabalhador ganhar mensalmente o valor de R$ 1000,00 (Salário Fixo), mais R$ 300,00 de comissão (em determinado mês) e mais R$ 50 reais referente a hora extra daquele mês, o total de remuneração mensal do trabalhador é de R$ 1.350,00. Agora basta multiplicar esse valor por 8% (Alíquota de recolhimento do FGTS), o resultado final desse cálculo é de R$ 108,00 (Valor descontado mensalmente do salário do trabalhador referente ao FGTS).

Se você não é o gênio da matemática fique tranquilo (a), você pode recorrer aos simulados online do cálculo do FGTS na internet, tem inúmeros gratuitos que podem ter ajudar a executar os cálculos. É bom você ter o controle da movimentação do seu fundo de garantia pois se o responsável deixar de cumprir com essa função, seja até mesmo um atraso o empregador pode ser multado por isso. Além disso é direito legal do trabalhador pedir uma rescisão contratual e ser dispensado das suas atividades funcionais. Sendo assim é possível que o mesmo recebe todos os seus direitos previstos na lei trabalhista, incluído o próprio saque do seu fundo de garantia, entre outras vantagens.

Caso contrário, o trabalhador pode consultar se os depósitos estão sendo realizados em dia, comparecendo a qualquer da Caixa Econômica Federal e verificar todos os depósitos.

Saiba mais sobre o Fundo de Garantia:

Quem tem direito ao FGTS

A maioria das classes trabalhadoras do Brasil tem direito ao depósito do Fundo de garantia, mas não todas, portanto é preciso ficar atento se realmente você tem direito ao FGTS:

  • Trabalhadores Rurais e Urbanos, empregados pelo regime da CLT;
  • Trabalhador que não pertença ao quadro de pessoal da empresa, mas equiparado a empregado (ex. Diretor);
  • Trabalhadores Avulsos;
  • Empregados domésticos.

Para todas as classes acima, o trabalhador tem direito ao depósito do fundo de garantia, e o empregador é obrigado a depositar mensalmente o FGTS. Você pode acompanhar se todos os depósitos estão sendo realizado mensalmente referente ao seu fundo de garantia, em caso de dúvida você pode acompanhar os saques também de casa no próprio site da Caixa, através da Consulta Saldo FGTS.

O seu FGTS deve ser depositado mensalmente, se isto não tiver acontecendo você pode recorrer ao seu direito junto com o empregador é verificar o ocorrido, visto que esse valor deve ser recolhido mensalmente da folha de pagamento do trabalhador, lembrando que o desconto do FGTS é de 8% em cima do valor total do salário do trabalhador.

Quem não tem direito ao FGTS

Os grupos de trabalhadores listados abaixo não terão direito ao FGTS, de acordo com as regras do Governo Federal:

  • Servidores públicos com regime trabalhista próprio;
  • Trabalhadores autônomos;
  • Trabalhadores eventuais que prestam serviço temporário.

Atenção: se você quer saber quem tem direito ao saque do FGTS Inativo, terá direito a sacar o Fundo de Garantia somente quem não teve depósitos na conta do FGTS desde 31 de Dezembro de 2015, ou seja, quem, desde essa data, não trabalhou com carteira assinada, ou que trabalhou em regime que não dá direito ao depósito de Fundo de Garantia.

Avalie:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 3.50 out of 5)
Loading...

Deixe seu comentário!

Comments are closed.