PIB pode crescer se houver liberação do PIS/PASEP

Nos últimos anos o crescimento econômico do país foi baixo, e para tentar reverter a crise, o atual presidente Jair Bolsonaro pretende adotar a mesma medida do governo de Michel Temer, que é liberar novos saques das contas do PIS/PASEP. A intensão é que sejam injetados R$ 10 bilhões na economia no Brasil.

O PIS/PASEP não realiza depósitos em contas individuais desde o ano de 1988, quando as contribuições foram atribuídas ao FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador. O saque do PIS/PASEP pode ser feito pelos trabalhadores de caráter público e privado, que realizaram suas tarefas de carteira assinada entre o ano de 1971 a 1988.

Crescimento do PIS/PASEP

Crescimento do PIS/PASEP

Como dito anteriormente o Governo pretende injetar 10 bilhões na economia para que novos saques fossem feitos. No entanto, segundo os economistas essa medida não terá um grande impacto, assim como aconteceu no Governo de Michel Temer.

Segundo o doutor em Economia Paulo Kliass, o pagamento do PIS pode causar um “pico de consumo”, no entanto, não o suficiente para que a atividade econômica do país seja reerguida. Pois grande parte dos trabalhadores irá utilizar o valor do benefício para quitar dívidas pessoais.

O pagamento do abono salarial será feito de acordo com o tempo de serviço do trabalhador no ano anterior. Tendo como objetivo aprimorar a distribuição de renda. A nova regra imposta pelo presidente Jair Bolsonaro é que o PIS seja pago somente aos trabalhadores que recebem até um salário mínimo.

De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos essa nova regra pode fazer com que a economia brasileira perca em torno de R$ 27,7 bilhões. No entanto, o PIS irá continuar sendo pago a aqueles que tem direito, lembrando que o mesmo deve ser sacado até o dia 28 de Junho.

Entre as exigências para receber o PIS está ter cadastro no programa por pelo menos cinco anos, ter trabalhado para pessoa jurídica por pelo menos 30 dias no ano anterior ao recebimento do benefício e ter os seus dados informados de forma correta ao RAIS – Relação Anual de Informações Sociais.

Como falamos acima o valor do PIS é proporcional ao tempo de serviço do trabalhador, por isso, há uma tabela que define quanto o cidadão irá receber.

O pagamento deste benefício é feito pela Caixa Econômica Federal, e você pode optar por sacar em caixas eletrônicos, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui com o seu Cartão Cidadão. Ou se não o possuir, poderá ir até uma agência Caixa com número do PIS e documento de identificação.

A última opção para realizar o saque do PIS é o debito direto em conta, caso o trabalhador possua conta poupança ou corrente na Caixa Econômica Federal.

Leave a Reply