Reforma da Previdência pode cortar parte do Abono Salarial

O PIS/PASEP é um benefício pago todos os anos no valor máximo de um salário mínimo a trabalhadores com renda intermediária, sendo que as mais necessitadas são as que vivem em situação de pobreza. Por isso, esse benefício acaba gerando desigualdade de renda, não melhorando a situação atual do país.

A desigualdade de renda é o principal fator apresentado pelo Governo para justificar o corte de pagamento do PIS com a Reforma da Previdência. Segundo o texto, o pagamento do abono salarial será feito aos trabalhadores com carteira assinada que recebem apenas um salário mínimo.

Com essa mudança, há chances de o Governo Federal conseguir economizar em torno de R$ 169,4 bilhões em dez anos. Isso irá acontecer por conta da redução dos trabalhadores que receberão o benefício.

O PIS foi criado em 1970, com a intensão de complementar a renda do trabalhador. No entanto, atualmente esse objetivo deixou de fazer sentido por conta da política de valorização do salário mínimo acima da inflação.

 

Quem tem direito?

Atualmente, sem a Reforma da Previdência, tem direito a receber o PIS os seguintes trabalhadores:

  • Que tem cadastro no PIS durante cinco anos no mínimo;
  • Recebem até dois salários mínimos mensais de renda;
  • Que trabalharam durante 30 dias de carteira assinada, no mínimo, no ano anterior;
  • Que tem seus dados informados pelo empregador de forma correta no RAIS.

O pagamento do PIS é feito de acordo com o tempo de trabalho do servidor naquele ano, sendo o valor base o salário mínimo. Sendo assim, se o trabalhador realizou suas atividades durante 12 meses receberá o valor total do mínimo (R$ 998,00), se trabalhou apenas um mês receberá o proporcionar a esse período.

O saque do benefício é liberado separadamente, de acordo com a data de nascimento do servidor. Por isso, é importante que você acompanhe a tabela, lembrando que a mesma é alterada todos os anos.

Caso você não realize o saque do PIS dentro do prazo estabelecido ficará sem o valor, pois o mesmo será destinado ao Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT. No entanto, você pode tentar recorrer ao valor na Justiça, dessa forma já houveram casos em que o dinheiro pode ser sacado mesmo após o fim do prazo.

A mudança na regra de recebimento do PIS prevê uma economia entre R$ 7 bilhões a R$ 9 bilhões ao ano.

Consultar o PIS

O valor disponibilizado para saque agora é referente aos trabalhadores nascidos entre os meses de Maio e Junho. O saque pode ser feito com o seu cartão cidadão e senha e um dos terminais da Caixa ou então, se você não possui o cartão pode se dirigir a uma agência da Caixa Econômica Federal com um documento de identificação.

Se você desejar ter informações sobre o PIS pode ir até uma agência, ligar para a central da Caixa pelo número 0800 725 0207 ou então consultar pagamento no seguinte site: www.caixa.gov.br/PIS. A consulta online é feito por meio do número do NIS.

Leave a Reply